Casa das Marinhas

casadasmarinhas.jpg
 
casadasmarinhas 9.jpg

Tal como Portugal é a 'Europe’s West Coast’, Esposende é uma espécie de Palm Springs à portuguesa devido à abundância de casas de estilo modernista.
Na cidade do Norte de Portugal falta o glamour e escala de Palm Springs, mas é um local onde podemos observar alguns dos melhores exemplos do modernismo português, misturando influências internacionais com especificidade da arquitectura local.
Para nós, o edifício que melhor representa este paraíso modernista é a Casa das Marinhas. Projectada em 1954 pelo arquitecto Alfredo Viana de Lima, a moradia reflecte uma clara influência de Le Corbusier, pela utilização de cores primárias na fachada. Descrita por Viana de Lima como “o solar dos tempos modernos”, a casa transmite os conceitos de modernidade que o arquitecto defendia conjugados com características das construções de caracter tradicionalista, como a reconversão de um antigo moinho como um corpo da moradia.

casadasmarinhas 8.jpg

O interior recorda-nos a Eames House, construída na Califórnia em 1949 pelos designers Charles & Ray Eames, pela fluidez do piso térreo. Aqui, as influências modernistas são particularmente visíveis pela preocupação em fundir os diversos espaços que, subdivididos pela presença de elementos móveis, vão diferenciar os respetivos usos, em cozinha, estar e jantar.

casadasmarinhas 12.jpg
Casa+das+Marinhas-2.jpg

A utilização de materiais como a madeira nas estantes e painéis móveis e da tijoleira de terracota tradicional adicionam mais camadas de interesse visual e táctil a esta casa já de si brilhante. Sem dúvida, uma casa a visitar no Roteiro da Arquitectura Modernista de Esposende, não só pelo sentido histórico, mas igualmente pela actualidade da casa para os dias de hoje.

Se tem uma casa para vender, fale connosco

 
casadasmarinhas 3.jpg
casadasmarinhas 11.jpg
casadasmarinhas 5.jpg
casadasmarinhas 7.jpg

Fotos por Público e OnRock